Após ameaça de greve, Temer envia ao Congresso reajuste para delegados da PF

0
50
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Do Globo

Em mais uma autorização de reajuste, o presidente interino Michel Temer assinou projeto de lei que prevê aumento salarial para delegados da Polícia Federal, na noite desta quinta-feira. O acordo, feito em maio — nos últimos dias da gestão da presidente afastada Dilma Rousseff —, promete reajuste médio de 37% para a categoria, além de revisão de benefícios. A Associação dos Delegados da Polícia Federal (ADPF) já cogitava fazer greve durante a Olimpíada.

Protestos para esta sexta-feira nas superintendências regionais em todos os estados estavam prestes a acontecer. Outra manifestação estava marcada para a próxima terça, desta vez nos aeroportos de todo o país – três dias antes da abertura dos Jogos Olímpicos. Ainda na terça, a associação convocaria assembleia para deliberar sobre greve, que seria a primeira dos delegados.

De acordo com o projeto de lei, que será enviado ao Congresso a partir desta sexta-feira, as parcelas seriam recompostas em parcelas anuais: janeiro do ano que vem, de 2018 e 2019. Também serão revistos benefícios de auxílio-saúde, auxílio-alimentação e pré-escola.

Em meio ao ajuste fiscal, Temer já sancionou, sem vetos, reajustes dos servidores do Poder Judiciário e do Ministério Público da União. O presidente interino já enviou ao Congresso projetos de lei prevendo aumento para outras nove categorias. Todos os acordos foram negociados quando Dilma ainda estava no Planalto.

Depois que Temer assumiu a Presidência interinamente, a Câmara também aprovou 14 projetos de reajustes para servidores do Executivo, Legislativo, Judiciário, Procuradoria-Geral da República e militares. Os projetos haviam sido enviados à Casa no ano passado.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.