União dos Policiais organiza ações contra Reforma da Previdência

0
16
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Do Jornal GGN

Por meio de nota à imprensa, a União dos Policiais do Brasil fala que tomará medidas contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287/2016, que trata da Reforma da Previdência. Entre as ações, estão paralisações temporárias e a realização do Dia Nacional de Luta pela Valorização do Profissional de Segurança Pública, no próximo dia 18.

Além disso, a UPB fala também na entrega coletiva de armamento por todas as forças de segurança pública, “tendo em vista o não reconhecimento de que exercem atividade de risco”.

A PEC prevê que os profissionais de segurança pública passem a integrar o regime geral, com idade mínima de 65 anos e tempo de 25 anos de contribuição para requerer o benefício. Hoje, eles têm direito à aposentadoria especial, com 30 anos de contribuição para homens e 25 para mulheres.

Para a categoria, a proposta do governo Temer não reconhece a atividade de risco dos profissionais de segurança pública para critério de aposentadoria. Em fevereiro, a UPB, que representa 29 entidades de profissionais de segurança do país, organizou um protesto contra a PEC na Esplanada dos Ministérios.

Leia a íntegra da nota abaixo:

Informe UPB “AÇÕES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA !”

A UPB – União dos Policiais do Brasil – UPB, que reúne 29 (vinte e nove) entidades de profissionais de segurança pública do país, após deliberações, convoca suas entidades parceiras para promover as seguintes ações:

1) No dia seguinte à leitura do Relatório da PEC 287/2016, da Reforma da Previdência, prevista para o dia 05/04, a depender do seu resultado, paralisações temporárias de suas atividades, com interrupção de toda e qualquer operação policial a ser desencadeada;

2) A partir deste dia, entrega coletiva de armamento por todas as forças de segurança pública, tendo em vista o não reconhecimento de que exercem atividade de risco;

3) No dia 18 de abril, realizar o Dia Nacional de “Luta pela Valorização do Profissional de Segurança Pública”, com caravanas de policiais deslocando-se para Brasília para ato contra à PEC 287 em frente ao Congresso Nacional.

Cumpre ressaltar que o enfraquecimento da segurança poderá gerar uma crise de governabilidade e de instabilidade no seio da sociedade brasileira.

Por essas razões a União dos Policiais do Brasil conclama todo o povo brasileiro a apoiar os profissionais de segurança pública pela preservação da atividade de risco no texto constitucional.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.