Assédio

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Do Metrópoles

Pelas redes sociais, o governador do DF anunciou que vai acompanhar a decisão da executiva, que declarou oposição ao peemedebista

Logo após a executiva do PSB anunciar oposição ao governo de Michel Temer (PMDB), o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) declarou acompanhar a legenda, que também pede a renúncia de Temer e eleições diretas. Rollemberg fez o anúncio pelas redes sociais e disse que o país vive uma “crise institucional sem precedentes”.

O governador do Distrito Federal usou o Facebook para mandar o recado aos brasilienses. “Hoje (sábado 20/5), o meu partido, PSB, se reuniu e definiu uma posição unificada de oposição ao governo Temer, entre outras diretrizes. Sou militante histórico do PSB e sempre acompanhei as decisões emanadas de sua direção nacional. O país vive uma crise institucional sem precedentes e as forças políticas sociais e econômicas devem trabalhar no sentido de resolvê-la no menor prazo possível, sempre respeitando a Constituição.”

A oposição do PSB foi anunciada pelo presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, e pelo secretário-geral, José Renato Casagrande, neste sábado (20). Segundo os dois, a sigla vai defender a aprovação de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para a realização de eleições diretas no caso de vacância do cargo de presidente da República.

O PSB tem o controle do Ministério de Minas e Energia, sob o comando de Fernando Coelho Filho. A entrega do cargo por Coelho ainda será definida. “Talvez ele seja até implicado a pedir licença do partido para continuar exercendo o cargo. Não foi resolvido, mas a posição do partido é clara. Se ele quiser ficar no navio, tocando o violino do Titanic, essa é uma opção dele”, afirmou o deputado Júlio Delgado (PSB).

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.